Saiba o que é o teste genético pré-natal e qual a sua importância

  • 30 Agosto 2021
  • Saúde

O que é um teste genético?

Para entendermos o que é um teste genético, precisamos, primeiramente, saber alguns princípios básicos sobre genética e embriologia. O desenvolvimento de um zigoto (nome dado à primeira forma de um embrião, que posteriormente será conhecido como feto) ocorre da seguinte maneira: por inúmeras mitoses.

Mitose é a denominação de uma divisão celular que acontece a partir da junção entre os gametas feminino (óvulo) e masculino (espermatozoide). Simplificando: um bebê é formado quando o óvulo da mãe e o espermatozoide do pai se unem, criando uma única célula (o zigoto). Ela se dividirá rapidamente em muitas outras células iguais, cada uma delas com uma mistura da carga genética dos pais.

O teste genético pré-natal, então, surge como uma maneira de observar como aconteceram essas mitoses. Durante o processo de divisão, pequenas mutações podem acontecer. Algumas delas são totalmente inofensivas e geram características variadas (como a presença de cabelos ruivos) e outros podem originar síndromes específicas.

Ainda existem vários outros tipos de testes dessa natureza, que têm como objetivo detectar doenças precocemente ou, até mesmo, avaliar a presença de genes potencialmente causadores de problema, fazendo com que a sua prevenção seja muito mais eficiente.

Como funciona o teste genético pré-natal?

Agora que já entendemos o que faz um teste genético, é hora de desvendarmos como ele funciona na prática. Vimos que eles fazem uma varredura nos genes do paciente avaliado e nos dizem muitos dados importantes sobre o organismo dessa pessoa, certo?

No caso do pré-natal, então, seu objetivo é detectar possíveis anormalidades no código genético do bebê, além de descobrir muitas informações sobre o feto. Ele avalia pequenos fragmentos do DNA do bebê que ficam circulando pelo corpo da gestante. É uma grande inovação!

Como o teste genético pré-natal é realizado?

A realização do teste genético pré-natal é bem simples. Ele é feito a partir de uma coleta de sangue da futura mamãe. Só isso! Prático, rápido e completamente não invasivo. Em apenas alguns dias (em média, dez), a paciente terá o resultado em suas mãos.

Qual é a importância do teste genético pré-natal?

O pré-natal é composto por uma série de avaliações, como o exame morfológico e testes de glicemia para excluir a presença de uma diabetes gestacional. Sendo assim, qual é a importância de investir em testes genéticos?

Esses exames fornecem informações únicas sobre a saúde do bebê em tempo recorde, ou seja, logo no começo da gestação. São, portanto, uma ferramenta importante para o planejamento adequado do pré-natal e da gestação como um todo.

Quando o teste genético pré-natal é realizado?

O teste genético pré-natal não invasivo (também conhecido pela sigla NIPT) pode ser realizado a partir da nona semana de gestação. Fazê-lo antes dessa idade gestacional pode levar ao surgimento de resultados inconclusivos.

A partir dessa data, no entanto, é bastante preciso. Mas é importante saber que resultados insatisfatórios podem acontecer, já que cada caso é diferente. Assim, caberá ao profissional da saúde, em conjunto com a paciente, a decisão dos próximos passos a seguir.

O que o exame genético pré-natal pode detectar?

O NIPT pode ajudar no diagnóstico precoce das seguintes síndromes:

  • Down;
  • Patau;
  • Edwards;
  • Turner;
  • Kleinefelter;
  • Cri-du-Chat;
  • Angelman, e de muitas outras.

Quais são as vantagens do teste genético pré-natal?

Essas síndromes são causadas por alterações no número ou no formato dos cromossomos. Isso ocorre na mitose, processo sobre o qual já conversamos. O diagnóstico precoce dessas ocorrências é fundamental para o planejamento adequado para o futuro desse bebê e, claro, de seus pais.

Ele trará mais conforto e segurança, além da possibilidade de um acompanhamento psicológico de qualidade. Será importante, também, para a definição do melhor tipo de parto e de detalhes como a alimentação na gravidez.

Ajudará, ainda, no preparo dos pais para receber um bebê com alguma das síndromes, caso o resultado seja positivo. Com isso, eles terão mais tempo para se adequar à nova realidade, informar-se sobre a condição e promover um ambiente acolhedor e amoroso para a nova vida que está chegando.

Por fim, o NIPT também pode trazer informações sobre o sexo do bebê, de forma completamente fidedigna.

Gostou de saber mais detalhes sobre o teste genético pré-natal? Esse exame é muito importante para que os pais e os médicos possam fazer um planejamento muito mais eficaz para a gestação, tornando-a mais saudável, feliz e, claro, tranquila. Discuta a possibilidade de realizá-lo com a equipe que acompanha a sua gravidez!

 

Fonte:vidasaudavel.einstein

Receba novidades

Insira seu e-mail abaixo e receba nosso conteúdo exclusivo.

Categorias

Procurar

© 2016. PubliqueBem Agência Digital. Todos os direitos reservados.